Carregando...

Aluno de Caçapava estreia programa “Aluno em trânsito” e participa do “Barco Saúde e Cidadania 2019”

Início Notícia
Publicado em: 19 de novembro de 2019
Vicente em Porto Velho, RO.

Vicente Pinto da Silva, aluno do 3º semestre do curso de Administração da Faculdade São Lucas Caçapava, participou do Programa Institucional de Mobilidade Acadêmica 2019, estreando o programa “Aluno em Trânsito” e representando Caçapava no projeto “Barco Saúde e Cidadania”, que aconteceu em Porto Velho – RO, do dia 31 de outubro a 3 de novembro.

O Programa Institucional de Mobilidade Acadêmica viabiliza o trânsito de alunos entre as unidades do São Lucas Educacional com o objetivo de proporcionar novas experiências acadêmicas, científicas e culturais, pluralizando o contexto de formação profissional.

O projeto “Aluno em trânsito”, vertente do programa de mobilidade, é um projeto de intercâmbio entre as unidades São Lucas, que tem como intenção proporcionar uma imersão completa ao intercambista. Para isso, alunos regularmente matriculados se disponibilizam a oferecer estadia por tempo determinado ao estudante em trânsito.

“Fui privilegiado por ser acolhido por dois colegas, Jardenilson Silva e Eliege Gutierre. Sem dúvidas o programa de acolhimento tornou a experiência muito mais significativa, me fez refletir sobre humildade, empatia, igualdade e limitação”, contou Vicente.

 “A vivência em cenários diversificados de aprendizagem provoca novos desafios aos alunos, inova o sentido do que já foi aprendido e oportuniza o desenvolvimento de novos saberes”, ressaltou a Diretora Acadêmica de Caçapava, Profa. Dra.  Isabel Kuniyoshi.

E a diretora completou: “Com uma semana de experiências inéditas, temos a plena certeza de que as vivências enriqueceram a formação do Vicente principalmente quanto às aptidões de soft skills, habilidades mentais, emocionais e sociais”.

Vicente afirma que o programa e mobilidade e o projeto Barco Saúde e Cidadania apresentam aos participantes uma outra realidade e impacta essas vidas para sempre. “Com certeza essa experiência mudou a minha vida. Já sou um profissional melhor do que era antes de conhecer Cavalcante” finalizou o intercambista.

Vamos Conversar?